All posts by Irina Batalha

Amante de coisas novas, de tudo o que é belo e estranho, e da vida em geral. Trabalha nas áreas da produção, estratégias web, jornalismo e edição de vídeo. Atualmente, é produtora de conteúdo online para a ONGD Graal, onde edita vídeos de promoção para o projeto Entra em Acção. Numa das suas passagens pelo cinema, co-produziu também o filme Nirvana, de Tiago P. de Carvalho, que estreou comercialmente em Maio de 2014.

Uma livraria de mulheres? – Entrevista a Aida Suárez

A Confraria Vermelha será a primeira livraria de mulheres em Portugal, à semelhança do que acontece noutros países na Europa, e estará sediada no Porto. Aida Suárez é a mulher por trás deste projeto e fomos entrevistá-la para saber mais sobre uma ideia que significa não só mais um espaço físico para o feminismo em português, mas um centro cultural com espaço para novas associações, ideias, redes de apoio, novos projectos. Como diz Virginia Woolf, “a woman must have money and a room of her own if she is to write”E neste momento, dinheiro e espaço são a única coisa que falta à Aída para construir algo de muito bom. Quanto a tudo o que já existe, fomos descobrir. 

Continue reading Uma livraria de mulheres? – Entrevista a Aida Suárez

Coletívo Lóbula – Uma entrevista

A Lóbula tem já desde há algum tempo marcado presença no ambiente cultural de Lisboa. Sessões de leitura focadas em textos significativos para o pensamento da teoria queer e feminista, uma zine, e um ciclo de cinema são alguns dos projetos que o coletivo nos ofereceu nos últimos tempos. Se alguma vez se perguntaram onde estão os eventos feministas em Lisboa, a Lóbula chegou para atender as vossas preces. Fomos conhecer melhor o projeto e pedimos que nos deixassem também algum food for thought.

Continue reading Coletívo Lóbula – Uma entrevista

O Clítoris vai ao Indie: Ça Brûle

Ça Brûle é um dos filmes de Claire Simon, a cineasta em retrospetiva no Indie Lisboa ‘14. Com ela, retoma-se a rubrica “Herói Independente” do festival, que não se realizava havia 2 anos, e se constituía como uma das suas imagens de marca. O Clítoris ficou bastante entusiasmado com a escolha no feminino, e foi averiguar.

Continue reading O Clítoris vai ao Indie: Ça Brûle

A Rabbit Hole e a Arte Total

A Rabbit Hole já anda nas bocas do mundo. Figurativamente, e, acreditamos nós, literalmente. Por isso, o clítoris foi à conferência D. Impren$a, que aconteceu no passado dia 1 de fevereiro no DNA Lisboa. Uma conferência de Imprensa? Bem, parece que é mesmo, mas não bem. Continue reading A Rabbit Hole e a Arte Total

Que tipo de feminista és tu?

Se te assumes como feminista, sabes que não há apenas um tipo de feminismo, e se alguma vez te perguntaste qual és, esta é a tua oportunidade. Ainda estás presx na primeira republica? Ou estás na vanguarda ideológica? Descobre, e podes aproveitar para passar em rápida revista algumas correntes feministas.

Continue reading Que tipo de feminista és tu?