O Clítoris da Razão #44 – Transgenerismo – Vidas Comuns

Para assinalar o Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia (17 de maio), O Clítoris da Razão deu voz ao Duarte, um homem transgénero, que partilhou connosco como tem sido o seu processo de afirmação perante a sociedade,a família, mas principalmente, perante si mesmo. Quando tomou consciência de que o seu sexo não batia com o seu género, quais as medidas necessárias para que uma e outra coisa se correspondam, quais as suas expectativas para o futuro, foram algumas das questões a que o Duarte prontamente respondeu. Porque “a ignorância é a mãe de todos os males”, fiquemos a conhecer o que tem de especial uma pessoa comum.

Moderadora: Catarina Correia Emitido em www.radiozero.pt a 21 de Maio de 2014

O Clítoris da Razão #44 – Transgenerismo – Vidas Comuns by O Clítoris Da Razão on Mixcloud

SOU GORDA, SIM

Escrevo esta crónica aos 23 anos, 1,64m e 78kg. Como todas as raparigas gordas, sempre me lembro de carregar este peso de ter de lutar contra o excesso de gordura. O meu corpo também faz questão de documentar todas as dietas e bolos que fiz ao longo dos últimos 10 anos: por cada dia de dieta da sopa, uma estria no peito; por cada dia em que o chocolate me seduz, um buraco nas coxas. Continue reading SOU GORDA, SIM

O Clítoris da Razão #43 – Notícias

Hoje falamos num grande avanço das mulheres numa área improvável: o futebol. Helena Costa foi contratada pelo clermont, uma equipa de segunda divisão de futebol masculino. Falámos também das raparigas nigerianas desaparecidas e do seguimento da situação, e claro, da vitória da Eurovisão deste ano. Não percam a Adriana a destruir o estúdio pela terceira ou quarta vez, enquanto cantamos juntas com a conchita.

Moderadora: Irina Batalha

O Clítoris da Razão #43 – Notícias by O Clítoris Da Razão on Mixcloud

O Clítoris vai ao Indie: Ça Brûle

Ça Brûle é um dos filmes de Claire Simon, a cineasta em retrospetiva no Indie Lisboa ‘14. Com ela, retoma-se a rubrica “Herói Independente” do festival, que não se realizava havia 2 anos, e se constituía como uma das suas imagens de marca. O Clítoris ficou bastante entusiasmado com a escolha no feminino, e foi averiguar.

Continue reading O Clítoris vai ao Indie: Ça Brûle