Colaboradorxs

O Clítoris da Razão

Apresentamos-vos assim o Clítoris da Razão, aka, o hipster clit, vosso criado, aqui para vos servir de notícias, opiniões, food for thought, risos e entretenimento livre de esterótipos. Aqui são livres para debater com classe ou queimarem soutiens. Queremos que tragam as amigas dos amigos dxs amigxs e que tornem esta causa numa celebração das conquistas diárias.

44 Articles

Vera Tavares

13 Articles

Adriana Delgado

Menina alfacinha com uma costela transmontana, Adriana divide actualmente o tempo entre o Mestrado em Estudos sobre as Mulheres e o activismo pela REDE, depois de uma experiência em arquitectura que prefere esquecer. Feminista até ao tutano, já não consegue ver um filme nem ouvir uma música sem se indignar com o patriarcado. Esta cinéfila de gostos obsoletos já foi metaleira e ainda tem uma headbanger escondida por detrás dos óculos e do cabelo descontrolado.

12 Articles

Tiago Alves Silva

Procura “ser mais que perfeito, maior que imaginação” na busca por um mundo mais igualitário, é por isso que faz parte da equipa d’ O Clítoris da Razão. Nasceu entre o mar e a cidade, Mafra o viu crescer. Tem uma relação quase romântica com artes visuais, especialmente fotografia e vídeo. Gosta de tecnologia, direitos humanos e política.

12 Articles

Margarida Henrique

Margarida Henrique nasceu em 1994 e vive em Mafra. Desde cedo que se admite como feminista, lutando contra o preconceito e as convenções sociais através da sensibilização e “invadindo o mundo masculino” do desporto com a prática de Capoeira. É também apaixonada pela Cultura e pelo mundo das Artes (performance, música e literatura), tentado sempre olhar para lá do que se vê. Actualmente estuda Comunicação e Cultura na Faculdade de Letras.

9 Articles

Irina Batalha

Amante de coisas novas, de tudo o que é belo e estranho, e da vida em geral. Trabalha nas áreas da produção, estratégias web, jornalismo e edição de vídeo. Atualmente, é produtora de conteúdo online para a ONGD Graal, onde edita vídeos de promoção para o projeto Entra em Acção. Numa das suas passagens pelo cinema, co-produziu também o filme Nirvana, de Tiago P. de Carvalho, que estreou comercialmente em Maio de 2014.

7 Articles

Catarina Correia

Nascida nas margens da ribeira do Sado e criada no Alentejo (terra do seu coração) sonhava desde pequena mudar o mundo. Assim, depois de uma passagem por Direito, onde descobriu que Direito não equivale a justiça, seguiu a via da Antropologia. Actualmente, é voluntária na Rede de Jovens para a Igualdade e activista para os Direitos Humanos. Uma das suas grandes paixões é a defesa dos direitos das mulheres e da igualdade de género, afinal é feminista desde que não conhecia a palavra. Catarina percebe agora que a mudança começa em nós.

7 Articles

Catarina Alves

Catarina nasceu em Lisboa em 1978 e passaram muitos anos até que percebesse que a revolta que sentia face à desigualdade se chamava feminismo. De espírito inquieto e curioso, passou por várias áreas até encontrar uma área de estudo em que se sentisse confortável: a intervenção social. Com o grau de Mestre em Estudos de Género, Mulher e Cidadania pelo Instituto Interuniversitário de Estudos de Género da Catalunha, desenvolveu estudos no âmbito do género e migração, prostituição e tráfico de mulheres com fins de exploração sexual, trabalhando principalmente com imigrantes africanas. Trabalha há 6 anos no Departamento de Mulher da Câmara Municipal de Barcelona, num serviço de assistência directa a mulheres que exercem a prostituição, enquanto dá aulas pontualmente em várias Universidades da Catalunha e tutoriza e desenvolve vários trabalhos de investigação nas áreas da violência de género e prostituição.

5 Articles

Filipa Bule

Nasceu em Lisboa em 1994. Estuda Comunicação Social, e sonha um dia vir a ser jornalista na área da música. Gosta de ler, de escrever, e não dispensa um bom álbum de Hard Rock. É inconformada, contestatária e feminista desde que se apercebeu que as questões de género não são uma brincadeira.

4 Articles

Noémia Santos

A Noémia Santos é uma estudante de Biologia demasiado minimalista para ter uma bio.

4 Articles

Marta Guerreiro

20 anos, actualmente emigrada em Londres na procura de futuro académico mas também na procura da possibilidade de liberdade social. Amante da escrita. Activista e feminista.

4 Articles

Ingrid Sousa

Nasceu em 88 e, depressa abandonando o sonho de ser patinadora artística e cabeleireira, em 2006 dedicou-se ao Marketing e Publicidade. Vive na periferia de Lisboa e é nas esperas pelo autocarro que os seus textos começam. Lê ainda mais do que escreve, joga mais do que devia, dorme menos do que era suposto. Embora com um enorme sentido de justiça, por agora mantém em segredo o seu alterego de superheroína.

3 Articles

Rita Costa

A estudar Ciências da Comunicação acredita no jornalismo como meio de disseminação de ideias importantes na sociedade. É apaixonada por ler e escrever e não passa um dia sem saber as notícias. Interessa-se pelo Médio Oriente. Vê no feminismo uma ferramenta essencial para o desenvolvimento social, da qual não se poderá abdicar, pelo menos num futuro próximo.

3 Articles

Ana Coelho

Quando era criança, queria ser cientista e salvar o Mundo. Cresceu, formou-se em Química, fez investigação e agora está à procura de novas aventuras. Entre livros, filmes e jogos, salva regularmente vários mundos e até galáxias inteiras do conforto do seu sofá. Tropeçou no feminismo quase por acaso, e nada por acaso ficou. Viciada na Internet, é mais provável que esteja a par dos escândalos de uma qualquer sub-comunidade contra-cultura americana do que do que passa nas notícias portuguesas.

2 Articles

Duarte Gaio

Duarte Maria, nome cuja mãe lhe deu aos 25 anos, nasceu no final dos anos 80 e cresceu dividido entre Almada, Beira baixa e Alentejo. Ainda hoje cresce, pensa ele orgulhoso, mas se calhar não o suficiente para chegar aos calcanhares dos que admira. Que são muitos. Apaixonado por música, cinema e teatro imagina-se como escritor desde pequeno e é isso que tenciona fazer como profissão. Estudou Arquitectura Paisagista e Psicologia em Évora enquanto percebia do que gostava. Hoje, como Técnico de Audiovisual e como estudante de Copywriting em Inglaterra vê-se facilmente numa profissão pouco ou nada relacionada e agarrado nos tempos livres aos seus sonhos de argumentista/escritor/inventor de animações estranhas e provavelmente com pouca saída/activista de pouco alcance com grande impacto. Gosta de quem é, desinserido feliz e luta por si na totalidade, mental e físicamente. P.S: se o cumprimentares na rua vai atirar-te um sorriso patético. A não ser que tenha ido ao dentista. Nesse caso prefere ser antipático a babar-se por um canto dormente da boca.

2 Articles

Lidia Pereira Rodrigues

Nascida no alvorecer dos anos 90, a Lídia passou a sua infância entre episódios de Rua Sésamo, livros da Rua Sésamo e revistas da Rua Sésamo. Cedo se descobriu nela uma tendência para a obsessão. Hoje em dia a obsessão divide-se entre o perfeccionismo e um mestrado em Networked Media, nas zonas baixas da Europa (vulgo Holanda). Há dois anos atrás, a info-excluída Lídia descobriu o activismo. Desde então sofre mais do coração e ingere mais substâncias calmantes que o Pessoa nos seus melhores dias. Um dia, a Lídia espera que o seu contributo para a luta feminista compreenda mais que gritos enraivecidos para um ecrã de computador.

2 Articles

Christina Branco

Nasceu em Montreal, Canadá e cresceu na Trofa, continua sem saber de onde é (talvez não deste mundo). Estuda e trabalha na área da Bioquímica; nos tempos livres escreve em blog e em papel e barafusta com quem a quiser ouvir sobre questões feministas, raciais e de classe. É viciada na internet desde que a banda larga entrou em sua casa. Tem como influências feministas a mãe e a avó.

2 Articles

Catarina Amorim Santos

Alfacinha e cidadã do mundo, gosta de saltar de sítio em sítio para absorver tudo o que pode. Começou por escolher Comunicação porque gostava de escrever mas deixou o Jornalismo e Portugal para trás há dois anos para estudar Desenvolvimento e Relações Internacionais na Dinamarca e em Pequim. Feminista desde tenra idade, Catarina quer juntar o que sabe das duas áreas para tornar o mundo um sítio melhor para todxs. Para além do Clítoris, escreve semanalmente para a Crossing Borders e tem um livro poesia publicado.

2 Articles

Andreia Nunes

Andreia Nunes é co-fundadora do G.A.T.A. – Group of Activism and Transformation through Art, um colectivo artístico feminista que utiliza ferramentas criativas: fotografia, performance, música e de intervenção comunitária para a conscientização em prol da Igualdade de Género e Não-Violência. Licenciada em Ciências da Educação e Pós-Graduada em Prevenção da Violência de Género na Escola e na Família, colabora com várias ONG’s – Questão de Igualdade, UMAR, Amnistia Internacional. Feminista convicta dedica a sua vida profissional, artística e visceral a contribuir para um mundo mais igual. Cantora de Blues/Soul e Actriz (wannabe) participa em vários projectos musicais marcando presença em sítios de destaque à música ao vivo em Lisboa, e prepara actualmente a peça Um Eléctrico Chamado Desejo de Tennessee Williams, com encenação de Claudio Hochman e com estreia marcada no palco do Teatro de Carnide, Lisboa.

2 Articles

Rafael Ferrero-Aprato

Luso-italiano apaixonado por história e política. Amante das esquerdas mais assustadoras. Por agora ainda estudante de comunicação social, com um pé na política internacional. Genealogista nos tempos livres.

1 Article

Riikka Kaukinen

A frenchist Finn in her thirties. Lady and socialist. Helsinki-based poet, activist, urban culture doer and a troubadour rock band manager. Feminist, cakegan and hiphopist loving all things digital. Plays football, goes to record stores and libraries, draws comics. Loves passionate people. Loves to do stuff together with passionate people even more.

1 Article

Nicole Geovana

Sou Nicole Geovana, faço parte de um movimento feminista internacional conhecido como Marcha Mundial das Mulheres. No Brasil, fazia parte de outros movimentos sociais, políticos, de educação popular e ambientais como. Sou médica de família, faço doutoramento em saúde pública aqui no Porto estudando a temática da violência por parceiros íntimos.

1 Article

Lucía Elzet

Del sur de España, estudiante de Derecho, políglota, viajera, interesada desde hace mucho por el feminismo y la lucha por la igualdad. ¿Radical? Sólo si se considera que defender una sociedad igualitaria es radical.

1 Article

Carlota Rocha e Cunha

Formada em Publicidade e Marketing, Carlota nasceu na ilha Terceira (Açores) mas vive actualmente em Lisboa. Adora a Família, a fotografia, e o fado. É feminista.

1 Article

R F

Licenciado em Direito e recém-despertado para os problemas das minorias, luta para compreender o seu privilégio e participar no movimento de mudança de mentalidades.

1 Article

Sara Ruas

Oriunda do Alentejo, apaixonada por leituras de todos os géneros e feitios. Adora animais e odeia vistas curtas. Feminista interseccional e inclusiva.

1 Article

Andreia Friaças

Nasceu em Lisboa em 1996. Estuda Jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social. É curiosa por natureza e inquieta por opção. Acredita que o poder que advém do conhecimento é incomensurável e reluta em aceitar uma cultura que exclui as mulheres e outros actores não hegemónicos. Fascina-se com a liberdade e com a perpétua novidade do mundo. Não consegue ficar muito tempo no mesmo sítio: vive para viajar e conhecer. Actualmente escreve para a B News e faz parte da ESCS.fm, onde tem o programa “A voz dos Ismos” e onde faz noticiários.

1 Article

Tatiana Ourique

Uma mulher, mãe e jornalista (por esta ordem decrescente de prioridade) cujo objetivo é ser e fazer o filho feliz. Nem que para isso seja preciso (e é quase sempre) contrariar uma sociedade com muitos passos evolutivos por dar.

1 Article

Vânia Braguez

Nasceu na Margem Sul e cresceu num bairro “problemático” cheio de vida e cor, onde jogava à bola com xs miúdxs mais velhxs e desde cedo se apercebeu que, por ser rapariga, tinha um tratamento diferente e que isso não estava bem. Depois do Secundário decide não continuar os estudos, vai fazer voluntariado (WWOOF) para a Beira Baixa e descobre um modo de vida completamente diferente no meio da Natureza. Gosta de apanhar cogumelos na floresta, de descobrir música nova e de questionar modos de pensar e de viver

1 Article

Silvana Alves

Nascida nos magníficos finais dos anos 80, desde cedo dividiu a sua existência entre a Amadora e as terras de Trás-Os-Montes, o que lhe deu uma personalidade Ghetto Transmontana. Para juntar a este mix vem a paixão pelo Metal que a preenche nos bons e maus momentos, bem como pelo cinema e pela literatura. Como se não bastasse agora anda a redescobrir o fantástico mundo do Gaming e continua a sonhar com a sua aventura pelos países escandinavos.

1 Article

Daniela Morais Oliveira

Está a acabar a licenciatura em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, trabalha no mundo da cosmética e perfumaria desde os 16 anos, mas já fez de tudo um pouco. É editora do Clítoris da Razão e unicórnio convicto (o que quer que isso seja), pelo que espalha o evangelho feminista por onde vê uma nesga de oportunidade.

1 Article

Marta Cardoso

Marta, pessoa oriunda do Porto, vive atualmente em Lisboa, onde estuda Engenharia Informática. O sonho é continuar a ser uma pessoa extremamente nerdy e ter o maior número de gatos possíveis, para além de ver legislação inclusiva a pessoas não-binárias e direito à auto-determinação de género. Transfeminista, ainda com muito por aprender, defende a empatia para com o sofrimento de outras pessoas e abordagens interseccionais aos diversos problemas na sociedade patriarcal.

1 Article

2 thoughts on “Colaboradorxs”

  1. Ola Clitorianas!
    Gostava de partilhar convosco uma petição que criei contra a politica anti-constitucional da barbearia Figaro, que proibe a entrada a mulheres.

    Gostava de sugerir uma acção de sensibilização, através da visita à tal barbearia por alguns membros clitorianos.
    Parece-me muito triste que a sociedade não dê importância a esta ilegalidade e milhares de mulheres passem em frente a esta barbearia todos os dias e não digam nada.

    Obrigado por ouvirem!
    https://secure.avaaz.org/en/petition/European_Committee_on_Womens_Rights_and_Gender_Equality_Raise_awareness_to_close_down_Figaros_barbershop

    Inês Cerqueira

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *